Logo converge

O evento de Climatização e Refrigeração que vai prosperar o seu negócio e a sua carreira

GARANTA SEU INGRESSO
Logo Auvo
Português Português
Voltar ao Blog Manutenção

MTBF no plano de manutenção: como aplicar? [CALCULADORA GRÁTIS]

Leitura aprox. de 17 minutos

Avatar - Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues


Dezembro 26, 2023


Leitura aprox. de 17 minutos

Aqui você encontra:

Um plano de manutenção bem estruturado vai fazer a empresa mais produtiva de dentro para fora. Os seus ativos vão ter mais disponibilidade. E os planos que você fechar com clientes serão mais eficientes e melhor recomendados.

E, para fazer um plano de manutenção eficiente, é preciso se guiar por dados. É para isso que os indicadores de manutenção servem: eles traduzem o quão funcional está cada ativo e dão uma ideia se o plano precisa de ajuste ou o aparelho, de troca.

A seguir, você vai calcular os dois principais índices de manutenção, MTBF e MTTR, e ver como esses números se encaixam no seu no plano de manutenção. Calcule eles gratuitamente.

Calcule MTBF e MTTR online com a calculadora gratuita Auvo

Calculadora

MTBF / MTTR

MTBF e  o plano de manutenção

O MTBF, ou Tempo Médio Entre Falhas, é um indicador crucial na gestão de manutenção. Ele representa o intervalo médio de tempo decorrido entre falhas de um equipamento. Já o MTTR indica o tempo médio gasto nas manutenções corretivas não planejadas.

O MTBF não só quantifica a estabilidade de um sistema, mas também oferece muitas ideias sobre a eficácia das estratégias de manutenção preventiva. Em resumo, os índices conectam a gestão de ativos à eficiência operacional.

Leia mais: Guia prático de gestão de ativos com QR Code

Existe um valor ideal de MTBF ou MTTR?

Por mais que os índices sejam muito importantes, não existe um valor ideal universal para cada um. Eles variam muito de acordo com o tempo de vida do equipamento, frequência de uso, condições de operação e mais.

Mas, o que vale sempre, é que quanto maior o MTBF, melhor. Porque significa que o ativo fica mais horas em operação antes de falhar. E o MTTR é o contrário: quanto menor, melhor. Porque significa, em média, que o conserto do ativo é rápido.

Leia mais: MTTR x MTBF: o que cada um implica?

Como usar o cálculo MTBF no plano de manutenção preventiva?

Incorporar o MTBF no plano de manutenção preventiva vai maximizar a eficácia e minimizar as interrupções não planejadas. Essa integração implica na adaptação dos intervalos de manutenção com base na análise do MTBF, permitindo uma abordagem mais proativa.

Leia mais: O que é manutenção proativa? Como implementar?

Imagine um plano de manutenção que não apenas responde a falhas, mas antecipa-as. Aqui, o MTBF atua como um guia para indicar se a frequência e o tipo de intervenções preventivas estão adequadas.

Para analisar o seu valor de MTBF e MTTR criticamente, você pode levar em conta:

1. Tipo do ativo

Equipamentos têm diferentes expectativas de vida útil e padrões de falha. Para se informar mais tecnicamente em relação a isso, é bom ter a ficha técnica de cada equipamento registrada e em acompanhamento pela equipe.

Por exemplo, o MTBF para um sistema de informação vai seguir parâmetros diferentes de um ativo que produz peças. Cada um tem uma criticidade diferente para a operação de cada empresa também, o que significa que cabe à gestão fazer a avaliação do que é um período sem falhas que não prejudique os negócios.

Leia mais: Criticidade dos ativos: como saber?

2. Condições de operação

O ambiente em que o ativo opera pode afetar bastante o MTBF.

Por exemplo, ativos usados em condições extremas, como altas temperaturas, podem ter MTBF mais curtos. O tipo de dano ou alteração de procedimentos da manutenção em função disso, você pode encontrar na ficha técnica e por meio de um profissional especializado.

3. Parâmetros de negócio e criticidade

Os requisitos específicos do seu ramo podem influenciar os padrões de confiabilidade. Da mesma maneira, alguns ativos podem ser mais cruciais que os outros para a operação da empresa.

Por exemplo, em ambientes críticos, como centros de dados ou sistemas de controle industrial, os requisitos de confiabilidade podem ser mais rigorosos. Ou seja, o MTBF tem que ser muito acima da média e o MTTR, abaixo.

Leia mais: Guia prático de gestão de ativos

4. Efetividade do plano de manutenção preventiva

A gestão deve acompanhar os valores de MTBF e MTTR e registrá-los como parâmetros para avaliar se o plano de manutenção está sendo efetivo. A partir disso, dá para buscar soluções com mais exatidão.

Como analisar dados de MTBF no contexto do plano de manutenção?

A eficácia do MTBF no plano de manutenção depende diretamente da qualidade dos dados coletados e analisados.

Utilizar métodos precisos para registrar falhas e períodos de operação é crucial. Ferramentas de análise de dados específicas facilitam a interpretação e proporcionam uma visão mais abrangente.

Ao analisar os dados do MTBF, destacamos padrões e tendências. Essa análise não se resume a números isolados: é mais decifrar o comportamento dos equipamentos por meio de registros e comparações.

Como coletar esses dados? Quais são os desafios de integrar MTBF à manutenção?

Engajamento e treinamento da equipe

O principal desafio na implementação de qualquer melhoria ou novidade é a resistência à mudança. Não é incomum que equipes relutem em abandonar métodos convencionais e analisar índices de manutenção significa trabalhar o plano em constante revisão e reajuste.

Por isso, estratégias de treinamento da equipe são essenciais para superar essa barreira.

Leia mais: Por que investir em treinamento de equipes em campo?

Coleta e registro de dados

Outro desafio é a confiabilidade dos dados. Garantir que a coleta seja precisa e consistente pode ser complexo. A adoção de tecnologias de monitoramento avançadas e a capacitação da equipe para interpretar corretamente os dados são estratégias-chave para superar esses obstáculos.

Saiba mais: Que tecnologias são necessárias para um monitoramento detalhado?

Nesse caminho, percebemos que a integração bem-sucedida do MTBF no plano de manutenção vai além de uma otimização: é uma nova maneira de operar com muito mais exatidão e eficiência.

E, na trilha de tornar a sua empresa a melhor possível, um sistema de gestão entra como aliado. Tanto para o registro e análise de dados quanto para a criação de processos e aumento de receita.

Saiba mais: Qual o melhor sistema para empresa de manutenção? Lista 2024

Leia mais conteúdos completos

Dicas, materiais e tudo que você precisa saber sobre prestação de serviço

Manutenção

12 nomes para empresas de manutenção + slogans [DICAS DE MARKETING]

Veja algumas ideias para dar bons nome e slogan para sua empresa de manutenção. O cliente vai lembrar de você desde o primeiro...

Manutenção

Como vender manutenção com cálculo MTBF? Passo a passo + calculadora

Saiba que argumentos você pode usar para vender contratos de manutenção e como o MTBF pode ajudar a embasá-los

Gabriel Rodrigues

CEO da Auvo Tecnologia. Já ajudou mais de 4 mil empresas de serviços e assistência técnica com o Auvo.

Compartilhe

Teste grátis
Agenda-e-Menu1234-min

 

Gerir a empresa é simples com o Auvo. E o trabalho rende mais.

Dados na sua mão. 90% a mais de produtividade e 0% de papel. OS online direto no celular. Conheça o Auvo e veja a sua receita crescer.

AGENDE UMA DEMONSTRAÇÃO GRATUITA