Logo converge

O evento de Climatização e Refrigeração que vai prosperar o seu negócio e a sua carreira

GARANTA SEU INGRESSO
Logo Auvo
Português Português
Voltar ao Blog

Gerenciamento de riscos

Leitura aprox. de 8 minutos

Avatar - Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues


Setembro 08, 2022


Leitura aprox. de 8 minutos

Aqui você encontra:

Se existe algo que toda empresa está sujeita são os riscos que podem vir a acontecer. Não existe uma metodologia única a ser adotada que evitará que qualquer risco ocorra no seu negócio. O que existe são técnicas de Gestão de Riscos, que irão prevenir que sua empresa sofra com os possíveis os perigos que possam acometê-la. 

Nesta matéria, você verá o que é esse gerenciamento, quais as etapas a serem seguidas e qual a importância da gestão de riscos para o seu negócio.

Vamos lá?  

O que é gerenciamento de riscos?

Gerenciamento de riscos é o processo de identificar, planejar, organizar e monitorar os possíveis riscos que existem em uma empresa, operação, atividade ou evento. Ele tem como objetivo minimizar os impactos negativos que podem ocorrer na organização. Dessa maneira, é possível traçar estratégias para identificar esses riscos e evitá-los ao máximo. 

Todos os riscos são iguais?

Segundo o PMBOK , guia das melhores práticas de gerenciamento de projetos, os riscos são acontecimentos ou circunstâncias futuras que podem provocar impactos, geralmente negativos, para sua empresa. Para entender quais podem impactar negativamente a sua instituição, é preciso diferenciá-los: os que podem ser prevenidos, os estratégicos e os fatores externos. São eles: 

Riscos internos:  são aqueles que podem ser “controlados” pelos líderes e administração da empresa, dessa forma, são aqueles caracterizados pelo não cumprimento ou desrespeito a determinadas informações. Exemplo: perda de estoque, fraudes, ações trabalhistas. 

Riscos externos: aqueles que não podem ser controlados e abrangem questões político-sociais, desastres naturais etc.

Riscos estratégicos: os que a empresa conhece e assume. De certa forma, são riscos que podem ser controlados ou avaliados.

Riscos que podem ser previstos: são os riscos próprios ao dia a dia e aos processos realizados pela empresa. De maneira estratégica, podem ser identificados e eliminados para o bom funcionamento e para que não aconteçam ruídos ou danos de valor à companhia.

Como aplicar o gerenciamento de riscos?

Para elaborar uma gestão de riscos eficiente é necessário que ela esteja atrelada à visão, valores e metas do seu negócio. É imprescindível que todas as partes envolvidas da sua empresa estejam igualmente alinhadas com essas questões, para que o processo ocorra de forma correta e fluida.

Quando o gerenciamento de riscos deve ser aplicado?

Mas você deve estar se perguntando: Será que a minha empresa precisa de realizar o gerenciamento de riscos? A resposta é: SIM! 

Segundo a edição do ano de 2010 do Managing of Risk Guidance Practitioner, essa etapa deve estar presente em todas as empresas que possuem objetivos de curto, médio ou longo prazo. Ou seja, não existe um momento específico para sua empresa começar a colocar em prática um planejamento de gestão de riscos. Inclusive, essa etapa deve ser feita logo na fundação da empresa.

Então é possível afirmar que cada empresa irá possuir uma estratégia de gestão de riscos única, porém existem alguns parâmetros que devem ser seguidos por todas. 

Veja a seguir as etapas a serem seguidas: 

Planejamento do gerenciamento de riscos

planejamento para gerenciamento de riscos

Realizar o planejamento de gestão de riscos irá proporcionar que você tenha uma visão clara e objetiva de como ele será realizado, monitorado e controlado. Ou seja, informará quais serão as medidas adotadas pela empresa para lidar com as possíveis ameaças ou oportunidades. Essa etapa é muito importante pois ela irá guiar o gestor, trazendo a ele mais segurança e confiança no processo.

Estabelecer os objetivos da empresa

Cada empresa é única, então analise seu negócio, olhe para seus objetivos e planejamento. Com isso em mente, você conseguirá identificar riscos internos e externos que poderão sinalizar ameaças para sua empresa.

Lembre-se, os riscos podem ser classificados em internos (quadro de colaboradores, processos falhos, tecnologia obsoleta, falta de conformidade) ou externos (ações da concorrência, desastres ambientais, grau de liquidez no mercado, taxas de juros, conflitos sociais, situação política).

Identificação de riscos

Crie uma lista com todos os possíveis riscos que possam impactar o sucesso de um projeto ou o desempenho de uma atividade. a etapa em que se busca identificar quais as possíveis fontes de risco.

Análise de riscos

Após identificar os possíveis riscos, agora é necessário avaliá-los. A dica é pensar “Quais desses riscos é o mais provável de acontecer?” e “Qual seria a consequência caso esse risco ocorra?” Criar esse mapa de avaliação de riscos permitirá que você foque naqueles que mais impactam a empresa e possuem a maior probabilidade de acontecer.

Planejamento efetivo

No gerenciamento de riscos, é possível manter um planejamento efetivo e eficaz. O primeiro passo é identificar os eventos que aconteceram nos últimos meses. Descubra quais situações trouxeram prejuízos e que atrapalharam sua empresa de alguma maneira. 

Não se esqueça! O gerenciamento de riscos deve andar lado a lado com o planejamento estratégico. Portanto, conheça as forças e fraquezas do seu negócio e avalie como cada uma delas pode contribuir para extinguir ou atenuar os danos. 

Monitoramento e controle

O gerenciamento de riscos empresariais é uma atividade constante. É essencial que a administração esteja sempre monitorando as possíveis ocorrências, assim como aquelas que já aconteceram. Tudo isso para evitar as recorrências e assegurar que todas as possíveis ameaças estejam identificadas e terão o tratamento adequado.

Principais finalidades do gerenciamento de riscos

Ao longo desta matéria você aprendeu como realizar o gerenciamento de riscos. Mas será que você já sabe quais são as principais finalidades dessa etapa? Descubra a seguir qual a importância desse gerenciamento para sua empresa. 

Alinhar riscos e estratégias: 

Quando é realizado o gerenciamento de riscos, são apontadas possíveis situações que podem causar eventos negativos para sua empresa. Uma vez identificados esses riscos, se torna mais fácil e assertivo criar uma estratégia para se prevenir desses perigos, tornando seus processos internos e externos mais claros e econômicos. 

Diminuição de prejuízos 

O grande objetivo da gestão de riscos é evitar prejuízos inesperados que ocorrem nas empresas. Com esse gerenciamento prévio, seu negócio será capaz de evitar grande parte das consequências negativas e minimizar os impactos de riscos que venham acontecer, reduzindo surpresas e custos associados.

Identificação de riscos

como identificar os riscos

Como vimos no decorrer da matéria, todas empresas estão sujeitas a uma gama de perigos que podem vir a afetá-las. Porém, com o gerenciamento de riscos será possível obter uma resposta eficaz, rápida e assertiva sobre os riscos que ocorrerão. 

Otimização de Capital

Ações preventivas, além de terem um valor reduzido para serem implementadas, são mais baratas do que ações corretivas. Ou seja, ter em mãos as informações adequadas a respeito de riscos irá possibilitar à administração da empresa conduzir uma avaliação eficaz das necessidades de capital como um todo e realizar manutenções preventivas mais baratas. 

Principais ferramentas para o gerenciamento de riscos

Existem algumas ferramentas básicas que irão te auxiliar a realizar o gerenciamento de riscos na sua empresa. Separamos algumas delas a seguir: 

1 Checklist:


O Checklist  é conhecido também como “folha de verificação”. Essa técnica é mundialmente conhecida devido a facilidade de usá-la e aplicá-la na sua empresa. Para realizar o check list é simples: basta definir os tópicos a serem verificados ou realizados na atividade escolhida. É importante que os tópicos estejam dispostos em frases curtas e objetivas, para facilitar a compreensão e aplicação. Dentro do gerenciamento de riscos o checklist pode ser aplicado desta maneira: 

  • Conferir a manutenção de máquinas;
  • Planejar tarefas realizadas para a análise e gerenciamento de risco;
  • Controlar o número de erros;
  • Controlar os limites impostos em determinado processo para mitigação de risco.
2 What if (E se…) 

Outra ferramenta para análise e gerenciamento de risco é a técnica: What If.  Em português, a expressão significa “e se”, e consiste, basicamente, em aplicar a frase como pergunta a possíveis situações relacionadas a sua empresa.

Para realizar essa técnica é necessário reunir uma equipe que conheça sua empresa e ter em mãos documentos que facilitem a compreensão do seu ambiente organizacional. 

Nessa reunião, serão levantadas várias situações hipotéticas usando o “e se…?”. Suas respostas deverão mostrar causas e consequências daquela situação, além da solução para cada uma delas. 

Aqui estão alguns exemplos de situações:

  • E se a vazão for superior ao permitido?
  • E se o tanque x transbordar?
  • E se a máquina esquentar acima do previsto?
  • E se esse aparelho estragar?

Ao final da reunião, será elaborado um relatório, com o objetivo de documentar todos os riscos apontados e quais foram as recomendações para cada um deles. Isso torna o processo mais claro e seguro. 

3 Os 5 porquês

Essa técnica é muito utilizada para diagnosticar as causas de adversidades. Sua principal finalidade é determinar quais são as raízes dos problemas enfrentados. Assim como o Checklist, a técnica dos 5 porquês é capaz de gerar bons resultados em diversas áreas, não apenas para gerenciar os riscos. O passo a passo desta técnica consiste em encontrar o problema e se perguntar o porquê dele ter acontecido. Deve-se fazer a técnica do 5 porquês de forma contínua e em grupo, até encontrar a causa raiz.

Conclusão

riscos como gerenciar

Esperamos que depois deste artigo, você tenha entendido o que é o gerenciamento de riscos e como deve ser a implantação dele na sua empresa. Estabelecer medidas preventivas irão auxiliar o seu negócio a crescer cada vez mais, de maneira saudável e produtiva. Conte com o Auvo  para auxiliar a sua empresa a crescer cada vez mais. Com o nosso sistema, você poderá: 

  • Realizar seu trabalho de maneira mais efetiva
  • Acompanhar seus técnicos em tempo real
  • Aumentar a produtividade do seu time
  • Gerar Ordens de Serviço digital 
  • E muito mais! 

Agende uma demonstração gratuita, sem compromisso, e descubra tudo que o Auvo pode fazer para sua empresa 

Gabriel Rodrigues

CEO da Auvo Tecnologia. Já ajudou mais de 4 mil empresas de serviços e assistência técnica com o Auvo.

Compartilhe

Teste grátis
Imagem valmir_Prancheta 1-1

Pronto para levar a sua empresa para o próximo nível?

Se você ainda tem dúvidas sobre o nosso sistema, agende uma demonstração com o nosso time de vendas. Agende uma reunião online com um dos nossos consultores.

AGENDE UMA DEMONSTRAÇÃO GRATUITA