Inscreva-se em nossa newsletter

Marca-auvo.png

Conheça o Auvo
auvo.com.br

instagram-auvo.png
youtube-auvo.png
linkedin-auvo.png
facebook-auvo.png
  • Gabriel Rodrigues

Gestão de ativos: 04 dicas para um controle de serviços bem sucedido

Você sabe fazer uma gestão de ativos eficiente para sua empresa?


Realizar um bom gerenciamento de ativos é essencial para o desenvolvimento de sua empresa de manutenção.


Esse tipo de controle consiste no acompanhamento do ciclo de vida de máquinas e equipamentos, desde sua aquisição, até suas movimentações e, por fim, seu descarte.


Sem essa atenção com os equipamentos, sua equipe corre o risco de não aproveitar seus bens de forma inteligente e até mesmo sofrer com custos inesperados.


Empresas que lidam com técnicos externos de locação, instalação e manutenção de ativos precisam prestar uma atenção especial para o controle de serviços.


Isso acontece porque, geralmente, colaboradores de equipes externas carregam consigo equipamentos e produtos em suas visitas, sem necessariamente, precisarem usá-los.


Essa realidade pode fazer com que os dados sobre a movimentação de equipamentos estejam incertos, o que atrapalha a sua gestão.


Por este motivo, neste artigo, você aprenderá as melhores práticas para fazer a gestão de ativos mais apropriada para o seu negócio.


Quais os benefícios da gestão de ativos?


Os benefícios da implantação de uma gestão de ativos são muito significativos para a gestão da manutenção de sua empresa.

Esse tipo de gerenciamento permite o rastreamento e a otimização do uso de máquinas e equipamentos do seu negócio.

Com o controle de dados sobre seus ativos, você terá acesso ao índice de disponibilidade de equipamentos, aumentando o seu controle de serviços e a produtividade de seus técnicos.

Além disso, por meio deste tipo de gestão, é possível planejar todas as ações de forma estratégica, para aumentar a qualidade de serviços prestados aos clientes.


Um dos maiores benefícios da gestão de ativos é a possibilidade de planejamento de manutenções preventivas. As manutenções preventivas são realizadas de forma a prevenir falhas nos equipamentos.

Esse tipo de manutenção pode aumentar o tempo de vida útil dos ativos, o que impacta diretamente na produtividade de seus clientes.


Mas como fazer essa gestão de forma assertiva? Quais passos seguir? Calma, que eu vou explicar as melhores técnicas de gestão de ativos!


Quais as melhores práticas para a gestão de ativos?


Existem práticas muito importantes para sua gestão no que diz respeito ao controle de serviços da sua empresa.


Por meio dessas ações, o controle de sua equipe externa e o gerenciamento dos ativos de sua empresa serão otimizados.


Confira as melhores práticas para implantar processos de gestão de ativos em sua empresa:


1. Organização do estoque


O controle de estoque é uma ação muito importante para implantação da gestão de ativos no setor de PCM de sua empresa.


Com o estoque organizado, você consegue verificar a disponibilidade de máquinas e equipamentos para seus clientes.


O primeiro passo para iniciar a organização do estoque da sua empresa é registrar todos os produtos e equipamentos que a empresa possui.


Você pode criar um documento ou uma planilha que possua os seguintes campos:

  • Nome do ativo;

  • Marca e modelo;

  • Data de aquisição.

Caso você tenha mais de um equipamento da mesma marca e modelo, é interessante fazer a identificação por meio de números patrimoniais ou códigos.


Dessa forma, será possível distinguir os equipamentos mais antigos ou os que apresentam mais falhas, mesmo possuindo mais de um equipamento da mesma marca e modelo.


Lembre-se também da importância de definir a quantidade mínima e máxima de determinados ativos no estoque da empresa.


Exemplo: se, diariamente, seus técnicos usam certas peças em serviços, qual é a quantidade de estoque mínimo para solicitar novas peças, sem precisar parar as operações?


Registre os dados e acompanhe os números de forma constante para o melhor controle, pois esses números influenciam na performance operacional de sua empresa.


2. Acompanhamento de validade dos ativos


Você sabe que uma parada inesperada pode causar um grande prejuízo para os clientes do seu negócio, podendo até causar insatisfação com as despesas provocadas.


É normal que, com o tempo, as máquinas sofram desgastes devido ao seu uso constante. Contudo, é importante fazer o acompanhamento do tempo de vida útil de cada ativo.


Seus técnicos devem monitorar constantemente os desgastes em cada equipamento, com a intenção de prever falhas indesejáveis.


Você, como gestor, deve sempre verificar se o ativo está em condições favoráveis de uso e se os aparelhos estão sendo limpos de forma adequada e constante.


Acompanhe também a quantidade de manutenções feitas em um ativo e use indicadores de manutenção como apoio para tomar decisões.


Você pode calcular o MTTR e o MTBF de seus ativos por meio de nossa planilha gratuita! Para fazer o download da planilha é só clicar no banner abaixo!

3. Controle de contratos


Outra prática importante na gestão de ativos é o gerenciamento de contratos, pois garante o controle de locações de ativos e apresenta dados confiáveis sobre serviços.


Para a realização de um controle de contratos eficiente é preciso armazenar os documentos de venda, compra e prestação de serviços de sua empresa de manutenção.


Esses documentos servem como uma forma de consultar e comprovar detalhes sobre sua relação com clientes e fornecedores, além de se caracterizar como um rico banco de dados para sua empresa.


Além de apresentar um histórico de transações, esse tipo de controle permite a verificação de reajustes e as vigências dos contratos, para manter o gestor consciente de todas as movimentações de ativos da empresa.


4. Produção de relatórios


Mas é importante lembrar que não adianta possuir todos os dados anteriores em mãos se você, gestor, não souber tomar decisões baseado neles.


É necessário acompanhar os indicadores de manutenção de sua empresa e transformá-los por meio de ações estratégicas, para a melhoria de sua gestão.


Para isso, você precisará monitorar o desempenho dos serviços de sua equipe externa, levantar informações sobre os serviços realizados e produzir relatórios.


Com esses relatórios em mãos, resta analisá-los para melhorar a qualidade dos serviços, aumentar a quantidade de atividades planejadas e reduzir as manutenções corretivas.


Sistemas de gestão de ativos


Atualmente, existem sistemas de gestão de ativos que ajudam, de forma automatizada, com o controle de equipamentos, estoques e serviços de empresas de manutenção.


Esses sistemas são responsáveis por facilitar o controle de gestores de equipes externas, como, por exemplo, o AuvoService, que permite que você faça a gestão de ativos da sua empresa de forma rápida e fácil.


Com o AuvoService, você consegue controlar o estoque, gerenciar contratos, acompanhar movimentações de ativos, trabalhar com orçamentos e produzir relatórios completos para sua empresa.


A utilização de sistemas de gestão de ativos é a melhor opção para gestores que precisam fazer o controle de serviços de forma simples e efetiva.


Lembre-se das melhores práticas de gerenciamento no momento de estabelecer processos de gestão de ativos para sua empresa.


Que tal compartilhar esse conteúdo com outros gestores?


Inscreva-se em nossa newsletter