Inscreva-se em nossa newsletter

Marca-auvo.png

Conheça o Auvo
auvo.com.br

instagram-auvo.png
youtube-auvo.png
linkedin-auvo.png
facebook-auvo.png
  • Gabriel Rodrigues

Seis Sigma: a metodologia que otimiza a gestão de equipes

Atualizado: 25 de Jan de 2019

Todo tipo de empresa tem suas qualidades mas também tem alguns defeitos, principalmente de organização e distribuição de tarefas.


E nas empresas que gerenciam equipes externas isso não é diferente.


Por ter funcionários na rua o tempo todo pode ser ainda mais difícil controlar esses problemas que surgem com o tempo.


Uma das formas de diminuir a incidência de erros e falhas na gestão de equipes externas é aplicar a metodologia Seis Sigma.


Criada em 1920, pelo estatístico americano Walter Shewhart, tem como base cálculos matemáticos e estatísticos, usados para mensurar a frequência um processo imperfeito e o prejuízo causado com o passar do tempo.


Com os dados em mãos, os gestores são responsáveis por otimizar e transformar os processos de execução de tarefas mais simples e acessíveis aos colaboradores das equipes externas.


Para entender melhor os benefícios do uso dessa metodologia resolvemos te mostrar quais as principais razões para começar a usá-la:


1. Tornar processos internos mais qualificados e eficientes


Sabendo o que está sendo feito de errado, os gestores conseguem criar metodologias e processos de trabalho mais assertivos.


Se as equipes externas já souberem o que fazer antes de sair para a rua, elas terão muito mais chance de ter sucesso em suas prospecções e atendimentos.


Treinamentos nesses casos também são muito bem vindos.


2. Ter métricas para melhorar gradativamente os processos


Trabalhar com métricas e dados fica mais fácil para definir o que está dando ou não bons resultados.


E ter isso em mãos de forma constante permite que os gestores possam melhorar cada vez mais os modelos de atendimentos de suas equipes externas.


Quanto mais profissional for o colaborador, melhor serão as chances de fechar novos negócios.


3. Cortar custos de forma pontual e com mais precisão


Saber quais são os gargalos e as equipes menos rentáveis te dá muito mais praticidade na hora de decidir quais serão os cortes de custos a serem feitos.


Você pode reduzir o esforço naquilo que não tem dado lucro e focar nas equipes com maior rendimento.


4. Definir as metas de qualidade e reduzir os desperdícios


Primeiramente você deve definir quais são as métricas de qualidade do atendimento de suas equipes externas.


Com a definição desses dados você já vai conseguir definir quais são as metas de cada equipe e de cada colaborador.


Para conseguir reduzir os desperdícios os gestores deverão focar nos melhores resultados e se for preciso, dispensar os que não estão contribuindo como precisavam.


5. Definir quais padrões são aceitáveis


Os padrões quando são positivos não causam nenhum tipo de problema.


Os negativos devem ser estudados para você conseguir descobrir quais são muito nocivos para a saúde da empresa e quais são aceitáveis.


Faça os cálculos e posicione os gestores das equipes externas de sua empresa.


6. Comparar os resultados com os dos concorrentes


Não há nada de errado em estudar os concorrentes, principalmente se você perceber um crescimento em seus fechamentos de negócios.


Comece a estudar quais ações têm dado mais certo para eles e como você pode adaptá-las para a realidade de sua empresa.


7. Melhorar o serviço oferecido ao cliente


Juntando tudo isso que falamos acima você deve começar a pensar em estratégias para melhorar os atendimentos, os serviços e produtos que você oferece para os clientes.


Lembrem-se que eles são a espinha dorsal da sua empresa. Clientes insatisfeitos só tendem a trazer malefícios para a sua empresa.


Pense primeiro no cliente e em sua satisfação. Assim você conseguirá muito mais fidelização e retenção.


Você já começou a entender as razões de ter o Seis Sigma aplicado em sua empresa. Vamos falar agora das formas de aplicação:


DMAIC


Definir: Identificar quais são os problemas e quais processos necessitam de melhorias


Mensurar: Medir, Investigar e avaliar o desempenhos dos processos e e o que está causando os defeitos


Analisar: Avaliar os dados obtidos para propor estratégias de redução dos defeitos que foram encontrados


Incrementar: Melhorar e otimizar os processos a partir de soluções propostas com objetivos preventivos ou corretivos


Controlar: Verificar como as soluções estão se comportando, se foram obtidos resultados positivos nos processos e se novas melhorias serão necessárias


DMADV


Definir: Estabeleça um objetivo de acordo com a estratégia da empresa ou demanda do mercado


Mensurar: Apontar quais são as características esperadas para a qualidade do produto ou processo


Analisar: Avaliar todas as opções para conseguir chegar ao nível esperado na etapa anterior


Desenhar: Testar qual será a viabilidade do projeto, desenhar os detalhes e planejar a sua aplicação


Verificar: Colocar em prática o desenho proposto, implementar os processos e acompanhar de perto os resultados gerados


Essa realmente não é uma metodologia simples de aplicar em sua empresa. Mas é uma opção que gera resultados bem positivos.


Então vale a pena conhecer mais a fundo e investir no Seis Sigma para melhorar os resultados de sua empresa e eliminar aquilo que tem causado prejuízo.


Em breve divulgaremos uma planilha e alguns cálculos usados para definir os melhores indicadores para a sua empresa.


Isso vai ajudar bastante na gestão de equipes externas e na organização dos gastos da empresa de forma geral.

Inscreva-se em nossa newsletter