• Gabriel Rodrigues

Como fazer o cálculo de MTBF?

O cálculo de MTBF é essencial para o desenvolvimento de setores de planejamento e controle de manutenção, pois se trata de um indicador-chave de performance.


É muito comum utilizar indicadores de performance para analisar o desempenho de ativos em empresas de manutenção.


Em inglês, a palavra MTBF é sigla para a expressão “Mean Time Between Failures”, que em português significa “Tempo médio entre falhas”.


Esse indicador demonstra o tempo médio de erros que acontecem em um determinado equipamento ou máquina.


Com o resultado do cálculo, é possível verificar a confiabilidade e a disponibilidade de um ativo, para medir sua produtividade.


Caso você nunca tenha ouvido falar sobre cálculo de MTBF, você vai aprender a utilizar essa métrica e conhecer todos os seus benefícios.


Como fazer o cálculo de MTBF?


Para calcular o valor do tempo médio entre as falhas de seus ativos, você deve indicar o tempo total de funcionamento do equipamento ou máquina em um período e dividir pelo número de falhas ocorridas nesse mesmo período.

Exemplo: Se, em um mês, uma máquina funcionou 220 horas até falhar, depois 190 horas até a segunda falha e 300 horas antes da última falha, você deve somar as horas e depois dividir por 3, ou seja, pelo número de falhas ocorridas.


Seguindo esse exemplo, o cálculo do MTBF seria feito dessa forma:

O resultado mostra que o tempo médio entre falhas de determinado ativo é de 220 horas.


Com essa informação, o gestor pode se preparar de modo mais eficiente quando uma falha surgir em um equipamento.


Caso ele perceba que o equipamento está falhando de modo excessivo, talvez seja melhor trocar por um equipamento mais novo, por exemplo.


Quer saber como calcular o MTBF na prática? Assista a explicação do nosso Head de Vendas, Felipe Campos:


Qual a importância do cálculo de MTBF?


O cálculo de MTBF é muito importante para empresas de manutenção, pois os resultados desse indicador apontam a produtividade de um ativo para a empresa.


Quanto maior o resultado desse cálculo, maior será a confiabilidade do equipamento para a empresa.


Significa que o equipamento consegue passar um longo tempo entre as falhas, sem precisar de manutenção corretiva.


Portanto, quanto menor for a quantidade de falhas, maior será a produtividade de um ativo para seu negócio.


No entanto, o cálculo de MTBF oferece outros benefícios para uma empresa de manutenção.


Confira todas as vantagens de calcular o MTBF de forma eficiente:


1. Manutenção preventiva


Para ter uma gestão da manutenção efetiva, não basta apenas realizar manutenções corretivas.


Se você não conhece a expressão, saiba que uma manutenção corretiva é realizada apenas quando um ativo já está danificado.


Porém, é um fato que esse tipo de manutenção envolve muitos custos, como:

  • Custos operacionais (aluguel e taxa de depreciação);

  • Custos de manutenção (horas trabalhadas e despesas com peças);

  • Lucro cessante (o que a empresa deixou de produzir e ganhar por causa da falha).

Por isso, fazer muitas correções corretivas não sustenta de forma positiva um setor de PCM.


O ideal é que seja instalado um processo de manutenção preventiva nos ativos.


Esse tipo de manutenção é feito de modo planejado, para que todas revisões em um equipamento sejam feitas antes de acontecer alguma falha.


O cálculo de MTBF ajuda, então, a identificar com clareza as ações mais adequadas para cada máquina ou equipamento, e a definir os prazos para as inspeções preventivas.


Conheça todos os benefícios de investir em manutenções preventivas. Baixe nosso infográfico abaixo!


2. Estabelecimento de metas


Além de ter um controle melhor sobre a necessidade de manutenção dos seus ativos, saber o MTBF também auxilia no estabelecimento de metas para os técnicos de sua equipe.


Ao saber o tempo médio entre falhas, é possível medir a confiabilidade dos ativos e definir metas coerentes com a demanda de trabalho dos colaboradores.


Exemplo: se uma máquina possui um maior número de falhas em certa época do ano, significa que a demanda de manutenções preventivas precisa ser ajustada naquele período.


Estipular uma meta de período de bom funcionamento de uma máquina ou equipamento também pode ser uma boa opção para sua gestão.


Assim, sua equipe de técnicos começará a agir de forma estratégica para diminuir os custos e aumentar o tempo de desempenho dos ativos.


O cálculo de MTBF também pode ser usado em conjunto com outros indicadores de manutenção para impulsionar cada vez mais o crescimento da sua empresa.


Quer começar a calcular os índices de MTBF e MTTR da sua empresa? Baixe nossa planilha grátis abaixo.

3. Criação de processos


O cálculo de MTBF permite ter um conhecimento aprofundado sobre as máquinas e equipamentos da empresa.


Por meio dele, você consegue controlar informações sobre:

  • Os ativos que mais apresentam falhas;

  • O tempo médio entre falhas de cada ativo;

  • O período mais indicado para a realização de manutenções preventivas.

Dessa forma, o gestor consegue estabelecer processos para a empresa e assim tomar decisões de forma mais assertiva.


Os processos dizem respeito ao cálculo dos indicadores em ativos específicos e em períodos específicos.


Assim, após o estabelecimento desses processos, essas ações irão gradativamente se tornar parte da cultura do setor.


4. Identificação de padrões


Outro benefício da utilização do cálculo de MTBF é a utilização dos resultados para identificar falhas recorrentes em máquinas e equipamentos.


Com esse indicador é possível detectar padrões, como:

  • Marcas e modelos de ativos com maior histórico de defeitos;

  • Nomes de peças que precisam ser trocadas regularmente;

  • O período de funcionamento de um ativo novo até a primeira falha;

  • Se as falhas são originadas por condições de conservação.

É possível verificar essas informações juntamente com um checklist de manutenção.


O trabalho em conjunto ajudará a otimizar as necessidades de gestão da empresa.


Quer saber como fazer o planejamento e controle da manutenção dos ativos da sua empresa? Clique aqui!


5. Credibilidade


Com a criação de padrões e o estabelecimento de processos efetivos, sua empresa de prestação de serviços terá tudo o que precisa para crescer de forma considerável.


Ao usar os indicadores de MTBF para definir a frequência de inspeções preditivas, seus ativos apresentarão menos falhas.


Dessa forma, o tempo médio entre falhas será estendido, melhorando a qualidade da prestação de serviço dos seus técnicos e aumentando a confiança do consumidor.


Essas duas características são ideais para o aumento da credibilidade dos serviços oferecidos por sua empresa e dos níveis de satisfação de seus clientes.


A partir do cálculo de MTBF também é possível identificar a confiabilidade dos ativos, um outro indicador importante para a manutenção.


Saiba mais sobre essa métrica baixando o ebook abaixo:

Conclusão


Algo importante a se atentar sobre o cálculo de MTBF é que a métrica deve ser verificada mensalmente.


Assim, os resultados serão cada vez mais fiéis à realidade.


Então, por exemplo: se o tempo médio entre falhas apontar uma grande diferença em um período de três meses, é necessário verificar o que está provocando essa mudança.


Lembre-se também que esse cálculo deve ser aplicado individualmente a cada equipamento e máquina da empresa.


Não é indicado fazer um cálculo geral, mas sim unir dados sobre os desempenhos individuais para, só então, verificar a performance geral do mês.


Exemplo: se o tempo individual entre as falhas dos ativos estiver aumentando, é um resultado geral positivo para a empresa.


Mas se os resultados do cálculo estiverem diminuindo, significa que estão ocorrendo mais falhas nos ativos da empresa.


Dessa forma, fazer o cálculo de MTBF permite uma gestão da manutenção baseada em dados.


Os ativos da sua empresa possuem um grande nível de confiança? Que tal começar a calcular o índice de MTBF em sua empresa?


Inscreva-se na nossa newsletter


Inscreva-se em nossa newsletter

Marca-auvo.png

Conheça o Auvo
auvo.com.br

instagram-auvo.png
youtube-auvo.png
linkedin-auvo.png
facebook-auvo.png